quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A nova política de Eduardo Campos



Eduardo Campos vende a ideia de que é um político moderno.Esse tema de nova política faz parte, inclusive, de seu programa de governo.

Mas Eduardo não tem nada de novo, de moderno.Eduardo Campos é a expressão maior de político antiquado, político que usa o Estado para beneficiar seus familiares.Eduardo é um político dos tempos das Capitanias Hereditárias.

Como já postado aqui, Eduardo Campos emprega 15 parentes no seu governo.Eduardo Campos lutou bravamente para ter o nome de sua mãe, a ex-deputada Ana Arraes, que nunca trabalhou durante toda a sua vida, indicada para o TCU.Um irmão de Eduardo Campos, mesmo depois de o PSB ter saído do governo Dilma, ainda hoje não largou a boquinha na HEMOBRAS.Eduardo, obviamente, apoia o irmão.

Para completar, como era de se esperar, Eduardo Campos escolheu Paulo Câmara, casado com uma prima de Eduardo Campos, para ser o candidato a governador de Pernambuco 20014.A propósito, dos cinco candidatos a candidato de Eduardo Campos, três tinha relação de parentesco com Eduardo Campos(Paulo Câmara, Mauricio Rands e Tadeu Alencar).


Como se vê, esse é a nova política defendida por Eduardo Campos.Aos parentes, tudo, aos não parentes, a força da lei.Segue o baile!

3 comentários:

jefferson frança disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
jefferson frança disse...

Até a filha do cozinheiro do irmão de DUDU Campos tem um grande cargo da PCR, onde o Governador manda.

O TERROR DO NORDESTE disse...

Não duvido nada, Jefferson França.Abraços.