quarta-feira, 14 de maio de 2014

Até ministra do TSE sai em defesa do PSDB

A PEDIDO DO PSDB, TSE BARRA COMERCIAL DO PT COM DILMA



ESSE TIPO DE COISA ME REVOLTA TANTO. AÉCIO NEVES PASSOU MAIS DE 15 DIAS ACUSANDO O PT DE PRATICAR CORRUPÇÃO, CITANDO COMO EXEMPLO A PETROBRAS.APESAR DA CAMPANHA DESCARADA, QUE AUMENTOU, INCLUSIVE, UNS PONTOS PARA ELE NAS PESQUISAS, ESSES MERDAS DE MINISTROS DO TSE NÃO DERAM UM PIO.AGORA, SÓ PORQUE DILMA FALOU BEM DO GOVERNO DELA, ESSA MINISTRA TUCANA BARRA A CAMPANHA DO PT.SÓ QUE, COM ESSA MANOBRA, A OPOSIÇÃO DEU UM TIRO NO PÉ.O PT VAI RODAR AS INSERÇÕES FANTASMAS DO PASSADO, QUE SURTIRAM MUITA MAIS EFEITO QUE AS INSERÇÕES AGORA PROIBIDA PELO TSE.ESSA MINISTRA É MAIS UMA DAS QUE O GOVERNO DILMA NOMEOU PARA LAMBER AS BOTAS DOS TUCANOS CORRUPTOS.

247 com Agência Brasil - A pedido do PSDB, a ministra Laurita Vaz, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), suspendeu a veiculação de uma inserção do PT que falava sobre ações do governo Dilma Rousseff. Iniciada em 6 de maio, a publicidade também tinha críticas indiretas à oposição. Com a decisão, o partido poderá trocar os filmes que seriam exibidos nas próximas inserções. Cabe recurso ao plenário do tribunal. (veja o vídeo aqui).
O PT deverá substituir este comercial por outro, o do "Fantasmas do passado", que tem sido muito criticado pela oposição (reveja aqui).
Os comerciais exibiam fala da presidente e também do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e começaram a ser veiculados na semana passada. Em uma das propagandas, Dilma afirma que "o nosso governo tem o signo da mudança" e que "nós vamos continuar fazendo o Brasil avançar". A presidente defende combate à corrupção, fortalecimento da economia e melhoria dos serviços públicos.
Na decisão, a ministra entendeu que o partido contrariou a finalidade dos espaços destinados à propaganda partidária ao se referir à presidenta Dilma Rousseff. "Os contornos peculiares das inserções questionadas nestes autos, sob o pretexto da disseminação de feitos do atual governo federal, sinalizam, ainda que de forma dissimulada, para a sua continuidade, comprometendo o atendimento às balizas fixadas pela Lei dos Partidos Políticos para a divulgação dos programas partidários", decidiu.
Abaixo matéria do site do TSE:
A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Laurita Vaz concedeu a liminar proposta pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em que pedia a suspensão de uma suposta propaganda eleitoral antecipada do Partido dos Trabalhadores em inserções nacionais veiculadas na televisão, no dia 6 de maio de 2014.
Em sua decisão, Laurita determinou a suspensão imediata da veiculação "na data de hoje ou em quaisquer outras, até um novo pronunciamento do TSE". A ministra disse ainda que fica a cargo do partido substituir as peças publicitárias e que o conteúdo esteja de acordo com a Lei dos Partidos Políticos (9.096/95).
Na representação, o PSDB disse que houve "evidente propaganda eleitoral antecipada em benefício da Representada [Dilma]". Segundo o partido a intenção da publicidade foi de levar ao "conhecimento geral a ação política que pretendem desenvolver, bem como as razões para induzir que a Sra. Dilma Vana Rousseff é mais apta a continuar na função pública de Presidente da República".
Para a ministra Laurita "constata-se que as peças impugnadas põem em relevo características da atual chefia do Executivo Federal, com alusão ao período de administração da segunda representada [Dilma Rouseff] e de seu antecessor [Lula], o que, por si só, não induz à exclusiva promoção pessoal, em afronta às prescrições legais".
A ministra, no entanto, considera que houve uma "associação explicita às imagens do ex-presidente Lula e da atual titular do cargo, a segunda representada, a sugerir a ideia de continuidade dessas mudanças, a qual é expressamente corroborada nas assertivas da segunda peça, indicativas do mesmo propósito", disse em sua decisão.

3 comentários:

Miguel Alves disse...

Mais um(a) ministro(a) Cô-Cô de gato ou de gata ????

Miguel Alves disse...

+ 1 ministro(a) Cô-Cô de gato ou de gata

Henrique Dias disse...

A ministra tucanou. Quer ir para Miami em novembro com o Barbosa.