quinta-feira, 29 de maio de 2014

DCM: JOAQUIM BARBOSA É UM ANTIBRASILEIRO


Se for confirmada a aposentadoria de Joaquim Barbosa para junho, chegará ao fim uma das mais trágicas biografias do sistema jurídico brasileiro.


O legado de Barbosa resume-se em duas palavras absolutamente incompatíveis com a posição de juiz e, mais ainda, de presidente da mais alta corte nacional: ódio e vingança. Foi a negação do brasileiro, um tipo cordial, compassivo e tolerante por natureza.
A posteridade dará a ele o merecido espaço, ao lado de personalidades nocivas ao país como Carlos Lacerda e Jânio Quadros.
Barbosa acabou virando herói da classe média mais reacionária do Brasil e do chamado 1%. Ao mesmo tempo, se tornou uma abominação para as parcelas mais progressistas da sociedade.
É uma excelente notícia para a Justiça. Que os jovens juízes olhem para JB e reflitam: eis o que nós não devemos fazer.
O que será dele?
Dificuldades materiais Joaquim Barbosa não haverá de ter. O 1% não falha aos seus.
Você pode imaginá-lo facilmente como um palestrante altamente requisitado, com cachês na casa de 30 000 reais por uma hora, talvez até mais. Com isso poderá passar longas temporadas em Miami.
Na política, seus passos serão necessariamente limitados. Ambições presidenciais só mediante uma descomunal dose de delírio.
Joaquim Barbosa é adorado por aquele tipo de eleitor ultraconservador que não elege presidente nenhum.
Ele foi, na vida pública brasileira, mais um caso de falso novo, de esperanças de renovação destruída, de expectativas miseravelmente frustradas.
Que o STF se refaça depois do trabalho de profunda desagregação de Joaquim Barbosa em sua curta presidência.
Nunca, desde Lacerda, alguém trouxe tamanha carga de raiva insana à sociedade a serviço do reacionarismo mais petrificado.
Que se vá – e não volte a assombrar os brasileiros.


 Paulo Nogueira

4 comentários:

renato uchoa disse...

À queima roupa
O cheiro da pólvora vai se dissipando.Nem muito menos, o sonho de uma parcela da população enlouquecida e intransigente, que faz séculos, introjetou o opressor.Que, de quando em quando, aparece travestido de herói. Com capa ou com toga, não faz diferença. Vai movendo um vento frio, tenebroso, assustador. Açoita tudo e a todos .Dorme e acorda com ele .E se confunde com ele. O que era apenas fumaça e arrogância agora ruma ao quarto escuro da história . Por um momento deve ter se olhado no espelho, ao fundo , no íntimo, os rostos desfigurados são reais. De carne e ossos envelhecidos pela luta. Pelo chicote do feitor.Talvez, pela última vez, as provas escondidas que não destruiriam a vida de vários condenados.Não ficarão mais na burra enterrada , sete palmos e um caixão. Serão vistas por toda a população brasileira. Um olhar da consciência, a justiça enforcada do outro lado do espelho.E todos os rostos dos condenados no processo político, AP 470, aparecem, de um por um. Verá também as verdadeiras quadrilhas que faz décadas estraçalham o estado brasileiro e soltam fogos por não responderem pelos crimes. Os últimos em homenagem a um vulto. Verá também que o processo de exceção , mais da metade de uma década de tiros à queima roupa, o mais covarde massacre a um partido político, em toda a história da humanidade. Por todos os canais de televisão, todas as rádios e jornais. Não deu certo.O povo brasileiro vai reeleger Dilma . Sem pé doído. Bem muito mais pela força e determinação de parcela significativa da população, que não topa mais o atraso e autoritarismo, e quer preservar as conquistas, advindas das políticas sociais implementadas. Não obstante , o que é de menos , a apatia do PT de cócoras diante da cova cavada, da tentativa de golpe. Pelas camadas dominantes, que se representam , inclusive , no núcleo de poder. E são conhecidos nos estados faz décadas.Dominam há séculos.Causadores diretos da miséria e opressão.Do sucateamento do país pela entrega das riquezas aos grupos econômicos nacionais e internacionais. Rezam antecipadamente, todos os dias, a missa de sétimo dia. No Supremo que se transformou na Catedral da intolerância, autoritarismo, quebra da legalidade constitucional; no Congresso, nos ministérios leiloados...O PT não precisa deles, o povo brasileiro já avisou. Joaquim vai passando.Vai passar. É o herói das camadas dominantes, da massa amorfa de desinformados sobre a realidade.O meu herói é o povo brasileiro. De todas as cores e versos, e adversos. Para alguns outros, os que morreram de overdose. Dizia Cazuza.
Por Renato Uchôa( Educador)

Meiji disse...

E por isso que quase ninguem escreve aqui, nordestinos voltem para as festas de sua terrinha, aqui em são paulo nao ha mais espaço.

Meiji disse...

Por isso ninguem escreve aqui, nordestinos voltem para suas terras, em São Paulo não há mais espaço para voces.

Jansen CGI disse...

jansen

Senhor Renato Uchoa, não és um homem inteligente.
O senhor sabe porque o PT existe, foi por causa de um homem sofrido, humilhado, pisado, massacrado, sofredor asim como o ministro Joaquim Barbosa, que vieram de uma familia pobre, sofrida e que galgaram o maior posto deste país, um por sua bondade e humildade como é o ex presidente Lula, outro por sua inteligencia maior, que mesmo negro e pobre que veio de uma família pobre, chegou onde chegou não foi por acaso.
O senhor é sedento pelo partido PT, seja inteligente, faça como eu, não gosto do partido PT por suas origens truculentas, mas votei na pessoa da presidente Dilma, por questão de raciocinio lógico, que é escolher um ser humano melhor para dirigir o Brasil,
Deixe suas ambições exageradas para o lado e reconheça que o senhor errou muito em seu comentário, estás olhando o partido, e não o ser humano, OK.






























olhe o ser humano e não o partido