sexta-feira, 2 de maio de 2014

Prisão com requinte de crueldade para o dono desse instituto de pesquisa imundo

A novidade do Sensus: Aécio aparece em primeiro lugar


2 de maio de 2014 | 18:29 Autor: Miguel do Rosário
dataprado022014
Não é a primeira vez que elogio o Toledo, um analista sério do Estadão, ilhado em meio à lama sem escrúpulos que é o jornalismo político brasileiro. Seu post mais recente nos dá uma informação intrigante. O instituto Sensus está inovando em sua nova pesquisa, e não esconde quem será o beneficiário.
Continuando assim, a única pesquisa na qual poderemos confiar será ado Dr.Hariovaldo (imagem acima), que, ao menos, temos certeza de que é piada.
*
Aécio aparece primeiro na cartela do Sensus
Por José Roberto de Toledo, em seu blog no Estadão.
A pesquisa Sensus a ser divulgada neste sábado vai dar o que falar. Se não pelos seus números, ao menos pelos seus métodos. O instituto, que vinha trabalhando para o PSDB até pouco tempo atrás, foi criativo ao apresentar as perguntas aos eleitores.
Em vez de mostrar ao eleitor um cartão circular com os nomes dos candidatos – para não privilegiar nenhum deles -, o instituto mineiro apresentou uma lista em ordem alfabética. Desse modo, o nome de Aécio Neves (PSDB) aparece sempre em primeiro lugar.
Além de contrariar a prática do mercado (institutos como Ibope e Datafolha apresentam a cartela circular), o Sensus mudou sua própria maneira de fazer a pergunta de intenção de voto. Em eleições passadas, como em 2010, o instituto sempre usou a cartela circular, e não a lista em ordem alfabética.
Captura-de-tela-2014-05-02-17.16.25
Na pré-campanha, quando a maioria dos eleitores não tem o nome de um candidato na ponta da língua, qualquer tratamento diferenciado a um deles pode inflar sua intenção de voto. No começo de 2010, por exemplo, Sensus e Vox Populi colocavam o partido do candidato ao lado do seu nome, o que aumentava a intenção de voto da então desconhecida Dilma Rousseff, porque o eleitor descobria, pelas mãos do pesquisador, que ela era do PT.
Desta vez, a criatividade na maneira de apresentar as perguntas pelo Sensus deve atrapalhar e não ajudar a presidente. Além de colocar seu adversário Aécio em evidência na pesquisa de intenção de voto, o instituto incluiu uma pergunta sobre aumento do preços dos alimentos antes de pedir ao eleitor para avaliar o governo federal como ótimo, bom, regular, ruim ou péssimo.
Não é a primeira vez que o Sensus faz algo do gênero. Na disputa presidencial de 2002, o instituto também fez uma pesquisa surpreendente na fase da pré-campanha. No final de 2001, o instituto divulgou pesquisa que colocava Roseana Sarney (então no PFL) empatada com Lula, em primeiro lugar. Razão: antes de perguntar a intenção de voto, o Sensus perguntava ao eleitor sobre um escândalo envolvendo o PT, e sobre o racionamento de energia elétrica, o que prejudicava José Serra (PSDB).
Outro fato chama a atenção nesta sondagem do Sensus: o registro da pesquisa no TSE ocorreu bem depois de as entrevistas terem terminado. A pesquisa de campo foi feita entre os dias 22 e 24 de abril, mas só foi registrada no dia 28. Ou seja, ao registrá-la é provável que o instituto já soubesse o resultado – o que pode ou não ter influenciado na decisão divulgá-la.
Como no caso da MDA/CNT, a pesquisa do Sensus foi feita logo após a propaganda eleitoral do PSDB no rádio e na TV. E terminou muito antes do pronunciamento de Dilma na véspera do 1º de Maio. Mas como demorou tanto a ser divulgada, vai ficar parecendo que a sondagem do Sensus é mais recente do que de fato é.
A pesquisa foi paga pelo próprio Sensus, segundo o registro no TSE. Mas será divulgada com exclusividade pela revista IstoÉ. Segundo o site da publicação, a parceria envolverá a divulgação de sete sondagens sobre a eleição presidencial este ano.

Um comentário:

John. Jahnes. disse...

Finalmente, depois de muito tempo, o 'BRAZIL' poderá ter um NARCOTRAFICANTE na Presidencia.
Depos de muitos corruptos e até mesmo alguns HONESTOS, chegou a vez de um bandido NARCOTRAFICANTE. Em eleições passadas o Governador tucano de São Paulo fez um intensa campanha paea eleger em nome da JUVEBTUDE TUCANA, um chefe da facção criminosa, um tal NBEY SANTOS, que foi preso e não foi eleito. NUM PARTIDO, O PSDB, ONDE SÃO FILIADOS OS MAIORES FICHAS SUJAS DO BRASIL, NÃO ERA DE SE ESPERAR NADA DIFERENTE. ENFIM CHEGOU A HORA DE SE ELEGER UM VERDADEIRO TUCANO NARCOTRAFICANTE PARA A SER PRESIDENTE E QUE OS DEMONIOS NOS AJUDEM, POIS O
DEUS DELES É O DINHEIRO.