quinta-feira, 11 de junho de 2015

Líder maior do Revoltado Online quer "pegar Lula" na Bahia



Ai, ai, ai.Eu queria estar nesse Congresso. Queria ver esse filho da puta fazer gracinha na minha frente. Fazia nada, ele ia ficar se cagando de medo como aquele outro bandido se cagou na entrevista do CQC. Esses filhos da puta só têm conversa.Mas me digam:afinal, quem está pagando a conta desses bandidos?


Bahia 247 - O 5º Congresso do PT ainda não começou, mas o clima já é tenso em Salvador a poucas horas do evento. O empresário e líder do movimento 'Revoltados Online', Marcello Reis, discutiu com militantes petistas na frente do Hotel Pestana, no bairro Rio Vermelho, onde acontecerá o congresso e onde ele também está hospedado.

Marcello Reis ameaçou partir para agressão física após ser abordado pelo senador Paulo Rocha (PT-PA). "Pau no cu do PT", disse ele quando o petista perguntou se sua presença não deveria ser encarada como uma "provocação". "Provocação é esse governo, que rouba os nossos impostos", disse Reis.

O ex-deputado Paulo Ferreira (PT-RS) se aproximou dos dois e também não estava para brincadeira. "Esse filho da puta quer levar porrada", disse. Reis reagiu: "Vem, que eu pego dez de vocês".

Antes da confusão, o líder do 'Revoltados Online' disse ao jornal Folha de São Paulo que o propósito de sua presença em Salvador é "encontrar o Lula". "Vai ser lindo".

Marcello Reis afirma que dez ônibus de manifestantes chegarão a Salvador ainda hoje para um protesto pelo impeachment de Dilma durante o congresso do partido.

Pelo menos oito entidades que capitanearam os protestos contra Dilma em março e abril deste ano convocaram manifestações de repúdio ao PT na capital baiana. Eles devem se concentrar na praça Brigadeiro Faria Rocha, no Rio Vermelho, a poucos metros do hotel onde será realizado o congresso.

Segundo os organizadores do evento, o protesto tem como objetivo "expor a radicalização socialista" do caderno de teses do PT.

O documento, intitulado 'Um partido para tempos de guerra', afirma que o PT enfrenta a maior crise de sua história e defende que o partido atue para "neutralizar a burguesia" e derrotar o "grande capital".

A violência durante o congresso do PT foi prevista ontem pela jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247, que definiu como provocação o protesto marcado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) em Salvador nesta quinta (leia aqui seu artigo).

Um comentário:

Cesar Henrique de Oliveira disse...

Esse "líder" das boiolas on line não é de nada , é só mi mi mi vai ficar como seus amigos tucanos no tempo da ditadura cagando de medo em baixo da cama.